domingo, 24 de julho de 2011

Leitos diurnos

Imagem: Anne Geddés

Restauro forças exauridas pelas privações
e abusos da caminhada.

Dirijo o olhar para a relva do campo
que atapeta meu peito... E nasce uma flor.

Arranco as pétalas da poeira do tempo 
e a ferrugem das coisas.

Minhas expectativas estão deitadas em leitos diurnos,
risonhas, `a espera da lua.

Tenho as vidraças trincadas de pedras,
atiradas pela louca da esquina.

Na testa franzida e nos ombros, carrego o peso do mundo.
Um pé de galinha ensaia seu ninho perto do olho esquerdo.

Sou um olhar voltado pra mim, arremessado ao longe, 
feito coração; Lança afiada rasgando o peito.
Amante da festa, do encontro, da justiça e de homens.

Pego as estrelas que se apagaram sem aviso prévio.
Ainda há luz, mesmo que seja na solidão das lembranças.

Moisés Augusto Gonçalves, in Fragmentos impertinentes

17 comentários:

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...

Muito bonito!

O Universo dos Pensamentos disse...

Lindo, lindo... Vc escreve de forma a descrever tudo perfeitamente.


Boa tarde, excelente semana,

Bjo

Maria disse...

Lindissimo Poema. Um blog encantador irei acompanhar com muito prazer.
Boa semana
Um abraço
Maria

Ardaire disse...

Muy lindo

saludos ;)

Remei disse...

Ainda sem luz ....
Belo poema, OBRIGADO.

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Sejam todos muito bem-vindos! A visita de vocês é lindíssima!

manuela barroso disse...

Estou de acordo e em sintonia com B.Russel!
...depois o que escreve não é só lindo...reflete uma beleza interior que admiro!
Para os favoritos...e volto!
Bji

Jão disse...

Bacana de mais, gostei do Poema.



Abraços!

Lady Jo disse...

ce bébé est magnifique et ton poème de même.

merci

Josiane

SilverLux (Éverton) disse...

Só você mesmo para, com suas palavras, me arrancar de mim e penetrar a beleza da escrita, e da intenção, e do sentir intimamente, e me fazer homem novo! Obrigado, como sempre!!!

Monja de Clausura Orden de Predicadores disse...

Hola Moisés, me había olvidado de ponerme de seguidora, las prisas son malas, pero ya me tiene aquí, leyendo sus bellas palabras en este poema.
Gracias por su espacio
Le dejo mi ternura
Sor.Cecilia

Evanir disse...

Estar aqui no seu blog hoje
é mais uma benção divina.
Que sua terça feira seja de
paz e realizações na sua vida.
Que o amor fassa parte não só dos seus sonhos ,
mais sim uma realização .
Ter você como amiga é muito mais
do que mereço.
È por isso que estou trazendo essa mensagem
pois não quero que você me esquesa.
Um beijo no coração pra sempre sua amiga,Evanir.

Yizard (Dani Sepúlveda Mata) disse...

nice blog

aina disse...

Muito lindo,¿se dice así?, lo que he podido entender :). Por desgracia no falo brasileiro.

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Fico feliz com essa participação marcada pela diversidade e sensibilidade poéticas...!
Grato a todo e todas!

fongxuanqi disse...

Nice!

Denilson disse...

Moisés, quero lhe parabenizar pelo maravilhoso blog e pelas lindas poesias, fiquei ecantado com o que li aqui!
"Restauro forças exauridas pelas privações
e abusos da caminhada."
Lindo, precisamos aprender a restaurar, começar tudo de novo, a persistência se revela aí!
Um grande abraço!

P.S- Quando puder, honre-me com sua visita ao meu espaço:
http://divaedevaneios.blogspot.com/