quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Oh! vida das perguntas desses recorrentes,
dos infindáveis trens dos incrédulos,
das cidades repletas de tolos...
 
Que há de bom nisso tudo, oh! Vida?
Que você está aqui, que existe vida e identidade,
que o poderoso jogo continua
e você pode contribuir com um verso.
 
White Whitman

8 comentários:

Arte & Emoções disse...

Olá Moisés! Passando para te cumprimentar e apreciar este belo poema, fruto das tuas acertadas escolhas.

Abraços,

Furtado

Literatura & Companhia Ilimitada disse...

Ótima escolha Moisés! Belo poema este do White Whitman.

Abraços e muita paz para ti e para os teus.

Rosemildo Furtado.

Eko disse...

Mahtavaa - Kuva / Sanailu...
Ihaillen - Eko
Suomi/Lapland/Kuusamo

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Moisés..."e no entanto é preciso sonhar".
Nem que seja por um momento ou por enquanto vamos plantar em nossas almas a semente da esperança na trégua do Natal.Que ela possa brotar e se transformar numa grande e solidária árvore de fraternidade.Feliz Natal e que dure para sempre em nossas almas.
Um abraço

escuchando palabras disse...

mi predilecto Whitman, bella entrada, feliz jueves!!

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Meu grande abraço a todos e todas...!

CHARO disse...

Me ha gustado mucho este poema y me ha trasmitido optimismo así que tendré que contribuir con un verso.Saludos

Count Sneaky disse...

Walt Whitman. No?
This is a beautiful blog.