terça-feira, 10 de dezembro de 2013

A flor e a náusea - Drumond

2 comentários:

Guaraciaba Perides disse...

Belíssimo poema tão bem declamado!
e de uma atualidade eterna.
Um abraço

CHARO disse...

Una pena que no haya podido entenderlo.Saludos