segunda-feira, 9 de setembro de 2013

‘Apanhando’ poemas

Agora eu pego um poema,
desses que a gente apanha
com  vara longa,
mãos e coração apertados,
nesses pomares da vida.

Agora eu pego um poema,
não um poema qualquer,
desses de encomenda e rimas prontas.
Estão verdes.
Os que pego têm a cor do verão passado

e a cadência inebriada de vozes.

Moisés Augusto Gonçalves, in Nos centros de nossa oeste (no prelo)

16 comentários:

Paulo Francisco disse...

Bela colheita!
Um abraço grande

Doris Dolly disse...

Moisés.. " Nalgadas "

¡¡ interesantes tus letras y blog !!!

un beso dese Argentina

Rô... disse...

oi Moisés,

precisa ter muita sensibilidade,
para encontrar essas preciosidades
e você tem de sobra...

beijinhos

Ritinha disse...

E que consiga agarrar a todos os poemas e nos trazer imensas inspirações.
bjs
Ritinha

Guaraciaba Perides disse...

Com a vara longa da inspiração e da saudade, você apanha bem no alto o poema mais bonito, maduro e picadinho do bico do passarinho...aquele poema que tem a forma de um coração.
Um abraço

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...

Doce fruta!

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Presença, comentários, observações, encanto... Grato pela presença!

Moisés Augusto Gonçalves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mustis disse...

Hieno kuva, kuin silmä:)

Manyélly disse...

Olá, tudo joia?!
Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
http://manyelly.blogspot.com.br/
http://www.pinterest.com/manyelly/
Sucesso para você!!!
Bjo

CHARO disse...

Trás el regreso de mis vacaciones te dejo mi huella.Saludos

MARILENE disse...

São poemas vivos os dessa pescaria. E trazem sentimentos e lembranças. Belo!

Sônia Silva - O Universo dos Pensamentos disse...

Bom visitar os blogs cheios de conteúdos, parabéns!

Bjs

stella disse...

Precioso poema
Un abrazo
Stella

Márden Moreira de Carvalho.... disse...

Doce fruto.

lelu sá disse...

você sempre apanhando "coisas" da vida e transformando em versos, protestos e alegorias.