quinta-feira, 6 de junho de 2013

Assim...!

Fico assim,
quando o luar entra em meus olhos
e rouba minhas sombras:
todo nu,
estremecido de luz,
acalentado de encantos.

Moisés Augusto Gonçalves, in Fragmentos impertinentes

* os que quiserem adquirir um exemplar do livro (25,00) é só enviar e-mail para profmoisesaugusto@gmail.com, com endereço completo.

13 comentários:

José María Souza Costa disse...

Olá.
Belíssimo o teu blogue.
Estou te deixando um ...
CONVITE
Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
www.josemariacosta.com

Paulo Francisco disse...

E com asas.

Um grande abraço

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...

Êxtase!

Rô... disse...

oi Moisés,

e que assim permaneça
por muito tempo...

beijinhos

Arnoldo Pimentel disse...

Assim é o luar.Parabéns amigo poeta.

Renkli Dünyam disse...

Hİ,
Beautiful blog,wonderful photos.Loves from Danmark... :)

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Grande visita! Grato pelos comentários...!

Paty Carvajal disse...

que bello, me sedujo... me quedo!!!


Un abrazo poético!!!

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Teresa Evangeline/Bayou Summer disse...

You have two beautiful blogs. I love the quote from van Gogh at the top. Very nice.

Carlos Augusto Pereyra Martínez disse...

La luna sonsaqueadora...un abrazo. Carlos.

Marília disse...

Amo o luar! E que luar esse seu? Dourada, maravilhosa! Belas palavras professor.

Marília disse...

Amo o luar! E que luar esse seu? Dourada, maravilhosa! Belas palavras professor.