quarta-feira, 8 de maio de 2013

Fragmento LVI

Imagem: Pierre Verger

Tem dois lados o drama da vida:
O vivido e o vivido.
Tocado com as mãos.
sentido por dentro,
sua doçura e seu amargor,
pois é de mel o pão fumegante 
que salta do forno e rouba a cena.
Devorador de apetites.
Palavra comida em jejuns e dietas,
silhueta contornada nas sombras.

Moisés Augusto Gonçalves, in Fragmentos Impertinentes

10 comentários:

Guaraciaba Perides disse...

Bem dito...melhor escrito, aquilo que nos ocorre e aquilo que sentimos, um corolário do outro.E com precisão nos detalhes.
Gostei muito!

Lídia Borges disse...

A frente e o verso ou o verso da frente.


Lídia

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Bem de dentro...Do vivido!

Arnoldo Pimentel disse...

Coisas da vida.Parabéns.

poesias maria do carmo disse...

Olá,tudo bem? quero agradecer por sua visita e porme seguir.Muito grata mesmo,parabéns a vc grande poeta,abraços.

Suzane Weck disse...

Ola,meus cumprimentos pela lindas poesias.Meu abraço SU

Moisés Augusto Gonçalves disse...

"O vivido e o vivido". Quer algo mais forte?

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...

O grande e fantástico drama da vida.
Lindo!

Carlos Augusto Pereyra Martínez disse...

La vida en una de sus esquinas...Un abrazo. Carlos

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.