terça-feira, 27 de novembro de 2012

Indagações



Quantos silêncios ainda faltam
 para a próxima fuga?
Quantas fugas ainda faltam 
para o próximo silêncio?
Largados nas esquinas,
até quando beijarão nossos lábios
- colados ao chão - utopias abortadas?
Bradará a língua ensandecida torpes palavras?
E o canto livre, sucumbirá ao vil poder?
Importa buscar na cadência das ondas
sentidos que não vivi?
De quantas pauladas se faz uma vida?
Quantos detalhes compõem o presente?

Felicidade perambula solteira?
Meu coração em vigília 
aguarda um simples aceno...

Moisés Augusto Gonçalves, in ruas vazias de gente

12 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Olá, Moisés...
Tudo isso, chama-se vida,e como é bela, traduzida em palavras...amargas ou doces, que importa!

Um abraço,
da Lúcia

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Sempre fortes e marcantes...!

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...

És um pássaro de fogo, meu caro!

Lapislazuli disse...

Bello y triste como la vida misma
Abrazo

Paulo Francisco de Araujo disse...

Uma dicotomia necessária para o crescimento humano.
Um grande abraço

Ari disse...

De qualquer maneira, os sentidos não se aposentar.

Eloah disse...

Vida é movimento. A felicidade pode estar a acenar bem ali na próxima esquina.
Lindo, forte e sensível como sempre teus escritos, poeta.
Bjs Eloah

ANGEL disse...

Olá amigo! Hoje, uma madruga de dezembro que inicia e passo por aqui para contemplar tão profunda poesia!
Um abraço...

Márden Moreira de Carvalho.... disse...

Grandes perguntas? O pássaro quer saber...VOA!

Virginia Rosa disse...

Gosto muito de passear pelo seu blog. Mas ... com certeza ... essas palavras foram as que mais falaram alto ao meu coração. Pareciam adivinhar tudo que está se passando em minha alma. Adoro seus escritos!!!!

Isabela disse...

"De quantas pauladas se faz uma vida?" boa pergunta.. Pela poesia!

Palavras disse...

Olá,

um lindo poema.
Gostei.

Abraços

Leila