sexta-feira, 4 de maio de 2012

Quantos?


Quantos silêncios ainda faltam para a próxima fuga?
Quantas fugas ainda faltam para o próximo silêncio?
Largados nas esquinas,
até quando beijarão nossos lábios
- colados ao chão - 
utopias abortadas?

Bradará a língua ensandecida torpes palavras?
E o canto livre, sucumbirá ao vil poder?
Importa buscar na cadência das ondas
sentidos que não vivi?

De quantas pauladas se faz uma vida?
Quantos detalhes compõem o presente?

Felicidade perambula solteira?
Meu coração em vigília aguarda um simples aceno...

Moisés Augusto Gonçalves, in ruas vazias de gente

15 comentários:

Mercedes Vendramini disse...

Qué belleza Moisés ... quedo extasiada!!!

Felicitaciones y cariños!

Lapislazuli disse...

La felicidad son instantes y esta en la pequeñas cosas. Muy bello
Un abrazo

ANGEL disse...

Que a sua poesia é um aplauso após outro! Parabéns! E há aqui o meu consolo: - Só o amor junto a paciência, hão de romper a felicidade escondida...Um grande abraço!

Arnoldo Pimentel disse...

O aceno sempre vem, apesar das pauladas da vida.Parabéns.

Maria disse...

Há silêncios que valem ouro e outros que ferem como espadas.
Lindo poema como sempre.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Os comentários tocam fundo. Grato!

Evanir disse...

A amizade é a doce canção da vida é a poesia da eternidade.
O Amigo é a outra metade da gente.
O lado claro e melhor.
Sempre que encontramos um amigo, encontramos um pouco mais de nós mesmos.
O Amigo revela, desvenda, conforta.
É uma porta sempre aberta em qualquer situação.
Um lindo e abençoado final de semana .
Um Domingo na paz e na luz..
Beijos no coração com carinho.
Evanir..

Mz disse...

Que seja um aceno que dure para a vida.

Beijo
Mz

Rosa Mattos disse...

"De quantas pauladas se faz uma vida?
...
Meu coração em vigília aguarda um simples aceno..."

Eu sorri ao ler. \o/

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...

Grandes perguntas!

Maria Emilia Moreira disse...

Vida ...realidade feita poema...
Cada verso, cada palavra com um mundo de significações e de interrogações.
Maria Emília

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Há remédio, para as pauladas e os desenganos... com a sua poesia, já ficamos curados...É linda!

Eu volto!
um abraço,
da Lúcia

Eloah disse...

Moisés que belo poema.Deste-me asas para voar.Aplausos belo poeta.
Forte abraço Eloah

Evanir disse...

Mãe...
Você que me deu o bem mais precioso.
“A vida”
Me esperou com tanto carinho.
Me ensinou os primeiros passos.
Bendita, és eterna mulher que me deu a luz!
Mamãe eu te amo embora a minha já
não esteja mais nesse plano.
sem você meus dias ficau mais escuro.
Você é meu eterno o meu raio de luz.
Mãe, neste dia, bem quisera poder te dar um abraço.
Te envio mil beijos ao céu
para um lindo anjo entregar para você
com meu eterno amor.
Um feliz dia das mães beijos na sua alma.
Evanir.

Carlos Augusto Pereyra Martínez disse...

SI...SÓLO BASTA UN GESTO SIMPLE, pero amable...para que la vida nos duela...Un abrazo. Carlos