sábado, 3 de dezembro de 2011

Hoje,
acordei sentado em cadeiras de vento,
adormecido em meus silêncios,
mergulhado em mistérios e enigmas,
devolvido ao ventre e suas alegrias...

Moisés Augusto Gonçalves, in Fragmentos impertinentes

17 comentários:

Mery disse...

Oi...*
Lindo!
A imagem é perfeita; eu queria saber se o texto é Dele (Chaplin) ou seu.
" Devolvido ao ventre; "
Quem não tem um dia assim?
Penso: - é muito bom ficar adormecido, em silêncio*; nos fortalece.
Abraços, Mery*

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Minha querida,

Este poema está em meu livro "Fragmentos impertinentes".
Seja feliz!

Guaraciaba Perides disse...

Os estados de espírito escritos de forma poética são sempre muito bonitos... meu pai como bom mineiro diria: hoje amanheci macambúzio.Você conhece esta palavra?
Um abraço

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Minha querida Guaraciaba,

Conheço a palavra macambúzio...O meu acordar, no entanto, é mais do que isso: é circunspecto, voltado pra dentro, em direção às belezas e abismos interiores...

Art disse...

This was excellent!
Have a great weekend!

Eloah disse...

Que lindo amigo poeta.Pura poesia e sensibilidade.Amei!
Flores e muito amor para você.Forte abraço Eloah

Berzé disse...

gosto e pronto.
Abração, companheiro!
Berzé

Chelo disse...

Bellas letras las que hoy nos dejas. Un abrazo

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...

Acordar fecundo!

Lapislazuli disse...

Muy lindo despertar...

manuela barroso disse...

Mas que grande poesia!
Tudo com me delicio: silêncio, mistérios, enigmas...
Abraço!

Nyce Pinto. disse...

Boa noite, me permita chamá-lo de Catatau? Muito obrigada pela vista lá no meu "cantinho", me oportunizou conhecer teu Blog! Li algumas postagens...uma mais interessante que a outra! Beleza, simplicidade e, tenha certeza voltarei sempre! Abraço e luz na tua vida sempre!

Graça Pereira disse...

Lindissimo este pensamento e parabens pelo teu livro que tem um título muito sugestivo!
Beijo.
Graça

Hana disse...

Eu gosto muito Chaplin, lembro quando eu era adolecente, comprei um quadro lindo de Chaplin. Seus escritos então sempre gostei, ele era além de sua geração.
Com carinho
Hana

JOSH NOJERROT disse...

Cuando nos solidarizamos con los silencios emerge una nueva perspectiva magicamente descrita en tus letras...abrazzzusss

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Bom dia!

Adorei seu blog, muito lindo o que escreves.
Abraços

Márden Moreira de Carvalho.... disse...

Isso é que é acordar em versos...