domingo, 28 de agosto de 2011

Dedicatória


A toda lágrima que,
caindo em terra árida,
faz germinar uma flor;

A todo riso que,
brotando do coração, 
desdobra-se nos outros.

Moisés Augusto Gonçalves, in ruas vazias de gente

11 comentários:

Marly Bastos disse...

Acho que isso é a multiplicação da bondade humana Moisés!
Pequeno e lindo.
beijokas doces e uma semana de paz.

Maria Emilia Moreira disse...

Não são necessárias muitas palavras para criar um universo tamanho de sentimentos...de beleza...
Até sempre.

Carmen disse...

Hermosas palabras, pues como dedicatorias lo son a hechos excepcionales, prácticamente mágicos y maravillosos.

Un abrazo.

Biquiños.

Carmen

Terê. disse...

Hum profundo, amei, terê.

Berzé disse...

Moisés, te vejo,capetalista, nas ruas ainda.
Abração!
Berzé

Ari disse...

Cada palavra é verdade .... tão verdadeiro.

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Sejam sempre bem-vindos! Um abraço em especial a Carmem (Espanha) e Ari (Noruega).

manuel marques disse...

Estou de volta,senti saudades.

Abraço.

Luigi disse...

encantado!

LUCONI disse...

Querido amigo muita sensibilidade em seu poema, toda semente doada com amor sempre fará lindos canteiros, em seu outro blog queria comentar o lindo vídeo mas lá não tem comentários, que pena, obrigada pelo seu carinho, beijos Luconi

MOISÉS POETA disse...

Bom vim ler-te , meu caro moisés !
gosto da sua escrita .

Um grande abraço !