domingo, 14 de agosto de 2011

A chama que arde em mim,
que devora minhas entranhas...!

Moisés Augusto Gonçalves, in Fragmentos Impertinentes

8 comentários:

Adriana Vargas de Aguiar disse...

olá, bom dia!
passando para te desejar um lindo dia dos pais!a eles, que nos deram a vida e nos ensinaram a vivê-la com dignidade, não bastaria um obrigado.
Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudades, mas não estará só.
Somos em seis agora lá no blog, e este endereço abaixo, é o link de minha postagem, um chero pra vc!

http://drisph.blogspot.com/2011/08/sua-bencao-meu-velho.html

Vieira Calado disse...

Obrigado por ter aderido aos meus seguidores.

Um abraço

Luís Coelho disse...

Parece que tens um projecto e que poderás ser feliz executando essa força de amor que te faz amar e ser amado.

O sofrimento será sempre difícil de aceitar.

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Meu caro Luís,

A epígrafe que acompanha o título deste blog sintetiza bem o meu sentir o mundo. Um abraço amigo!

Vivian disse...

...olá poeta!!

obrigada pelo carinho em
seguir-me.

aqui é tudo tão lindo!

parabéns, alma linda!

Nenzito (José Maria Gonçalves) disse...

Que ilumina nossos caminhos!

Maryjo disse...

Olá Moisés, boa noite! Fico encantada com tuas poesias,são sempre perfeitas.Passa lá no blog que tem selinho pra ti. Bj!

Márden Moreira de Carvalho disse...

Chama que arde e queima...Transforma o mais íntimo de nós!