domingo, 15 de maio de 2011

Noite fecunda

É noite de chuva fina
de orquestra sapônica,
ninando o brejo,
o dorso da serra,
os mistérios da mata
e meus bocejos.

É noite de fina chuva
abrindo beijos em meus jardins;
vermelhos, roxos, laranjas
e aqueles brancos, tão raros
quanto a sinceridade dos homens.

Moisés Augusto Gonçalves, in Fragmentos impertinentes

12 comentários:

Paulo Francisco disse...

...brancos, tão raros quanto a sinceridade dos homens.
Um grande abraço!

Lindalva disse...

clap clap clap e no ritimo da chuva venho te convidar a participar do 4º Pena de Ouro o convite está na minha Ilha acima das postagens. Estou te esperando no ostra, seja como participante ou apreciadora da poesia. beijos no coração!

Berzé disse...

Sei bem(e tenho saudades) dessa orquestra.
Abração "Capetalista"!
Berzé

Maria Emilia Moreira disse...

Andei à deriva buscando algo que me despertasse interesse e descobri este blog. Gosto de alguma poesia...e gostei dos seus escritos. Faz bem à alma.
Até sempre.
Maria Emília

Lourdes disse...

bellisimo poema

Dyhego disse...

bonito como a chuva.
Salu2.

Sopro Vida Sem Margens disse...

.. é noite e eu aqui sentada, balbuciando entre gestos que as palavras inteiras me acenam em gestos inquietantes...
ouvi um sino, quiçá o despertar...vou...sigo o som..é branco..é belo!


Um beijinho
da
Assiria

Flor da Vida disse...

Poema muito belo, sábio, e reflexivo!
Aplausos!!!

Amigo, carinhos pra ti, viu?
Beijos de bom dia!

Ari disse...

A chuva de sementes no verão.

Vais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vais disse...

Saudações, Moisés,
moço, acabei de fazer uma postagem com duas páginas que tenho guardadas com poesias de sua autoria.
Parabéns!!!!!
Daí fui fuçar e vim parar aqui, voltarei mais e levarei para por onde vão meus olhos.
Temos aqui um d'O Velho bem à vista
abração e tudo de bom

Assiria disse...

Caro seguidor de Assiria,

Há uma semana que não consigo aceder ao meu blogue.
Sempre que o abro não me surge sequer a funcionalidade de LOGIN. Tento logar-me pelo www.blogger.com surge-me sempre a mensagem de password errada quando eu tenho a certeza absoluta que está correcta, ademais estava memorizada.
Já pedi recuperação de Passe. Ainda assim nada.
Já alterei a conta, ainda assim nada também.
Recorri ao centro de ajuda bloguer e verifiquei que diversas pessoas se queixam do mesmo! Todavia nenhuma resposta que apresente solução.

Não faço a minima ideia como ultrapassar esta questão ou se a vou conseguir ultrapassar; sinceramente já estou a sentir-me lograda. Acho inadmissível, que não haja uma via sem ser robótica que se possa recorrer para solucionar este tipo de obstáculos, mais a mais quando tenho a certeza absoluta que são anomalias do próprio blogger.

Se assim continuar ver-me-ei na contingência, como devem compreender, de apagar o blogue. Pois, preocupa-me que uma coisa que considero da minha criação esteja nesta altura completamente fora do meu domínio.

Face ao exposto, vi-me na contingência de abrir um novo blogue apenas e somente para informar os meus seguidores assíduos e que muito estimo, desta ocorrência. Todavia face à decepção do que se está a passar não irei publicar nem utilizar.

Estou inteiramente ao dispor e sempre através do e-mail soprodevidasemmargens@gmail.com.




Um beijinho
Da
Assiria

(agradeço e por uma questão de respeitar o seu espaço que apague depois esta minha exposição)