domingo, 13 de fevereiro de 2011

Até quando?

Imagem: João Ripper

Até quando,
a eloquência de teus silêncios
será a única resposta ao meu clamor?

Moisés Augusto, in Fragmentos impertinentes

5 comentários:

Luís Coelho disse...

Também precisamos da eloquência das boas e sábias palavras.....

Quem deve falar e não fala pode ser um criminoso

submissa flor de cristal{LB} disse...

É uma triste constatação meu querido conterrâneo. Pq quem pode não faz e quem não pode quer fazer...

Beijim!
flor de cristal{LB} .

Ari disse...

É mais ou menos assim com muita freqüência.

Ariel Span disse...

Gracias nuevo amigo, me encantaria saber portugues para contestar... muy lindas palabras las tuyas que logro entender.

Álvaro Salas disse...

http://apuestoalcaballoganador.blogspot.com/
great!