segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Narciso afogou-se incontáveis vezes
nos mares de minha lida cotidiana.
Nos cacos espelhados, 
ressurgiu outras tantas,
vulcão ensimesmado nos outros.
Alter erguendo a morada dos homens
e de tudo o que respira.

Moisés Augusto Gonçalves, estrofe do Fragmento XIII
in Fragmentos impertinentes

5 comentários:

ANRAFERA disse...

Felicitaciones por éste interesante blog. Tienes muy buenas entradas. Aprovecho para agradecerte tu visita a mi -vuestro- blog de Diseño Grafico con Photoshop y seguirlo.
Saludos y que tengas una buena semana.
Ramón

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Prof. Catatau, adorei seu blog. Riquíssimo! Conteúdos da melhor qualidade. Poesia pura. Literatura, arte e tais e coisas são comigo mesmo!

Obrigado pela visita. Volte sempre que quiser e puder. Sou profundamente amigo de quem cultiva o conhecimento.

Já o linquei como um dos meus "blogs recomendados", tá?

abração

**ALERTAPALONEGRO** disse...

Olá amigo e não podia realmente ler o seu blog que o Português é muito pouco o que eu estou escrevendo este é o tradutor seria bom se você adicionou um tradutor ao seu blog para difrutar
Obrigado amigo um abraço

da Venezuela

A Viagem disse...

Encontrei seu blog no ,,Grupo Sem Fronteiras ,,E gostei do que vi principlamente por ser de B.H.
Onde tenho muitas amigas e amigos maravilhosos.
Convido e ficarei feliz se vir conhecer e seguir meu cantinho também .
E sermos sempre amigos sem fronteiras .
minha cidade..Guarja ..S.P.Litoral Paulista.
Um carinhoso abraço,Evanir..
www.fonte-amor.zip.net

Maria disse...

Hi. I don't speak portuguesse, but I actually understand it a little and your blog seems really interesting. Keep on the good work!