segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Data venia...

Agora sou um senhor,
torneado pelos anos,
lapidado pela implacável fúria do tempo
e das escolhas já feitas,
outras tantas desfeitas,
outras muitas refeitas.

Esse tornar-se
de quem toma a si mesmo em suas mãos
e trabalha...trabalha...trabalha...
mundos dentro,
mundos fora,
ecos e retornos...

Moisés Augusto Gonçalves, in Depois de muitas luas

Um comentário:

Dyhego disse...

Gostei do poema.
Salu2.