domingo, 18 de outubro de 2009

Piuva...


Quando o céu chora,

a terra sorri,

verde amadeirado,

flor embriagada de encantos,

fruto acalentado na chuva.


Terra molhada de vida

mãe que amamenta o rebento,

seio dos meus sonhos...


Moisés Augusto Gonçalves, in Poemas cordis (no prelo)

Nenhum comentário: