quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Caos

Corre sangue do Eufrates,
as crianças já não brincam.
Explodem os ódios das entranhas
- the corporations -
das mesmas estraçalhadas pelas bombas
armadas de mortes e dos ganhos da indústria da guerra.
Do Tigre o grito dos Aiotolás encarnados no fiel,
Homem-bomba-suicida.
Sadr, Sistani, Xiitas, Sunitas,
Transnacionais e Rumsfeld.
Nos USA, Bush bis e a tragédia continua.

Mas, uma flor teima em nascer no campo de batalha...

Moisés Augusto, in ruas vazias de gente

3 comentários:

Histórias e Versos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Histórias e Versos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Histórias e Versos disse...

Histórias e Versos disse...
Parabéns pelo blog. Está muito bonito. As imagens são maravilhosas e os textos belos, densos e profundos. O eterno poeta Catatau, Moisés Augusto. O endereço tornou-se parada obrigatória.
Um abraço fraterno,
Marcos Vinícius.
P.S: Ah... é Rumsfeld, não Rusnfeld.